O gerente, suas habilidades e competências

Há alguns meses assumi o cargo de Gerente de Tecnologia e tenho buscado desenvolver competências e habilidades gerenciais. Neste artigo farei  reflexões sobre o papel do gerente e características do seu trabalho (alguns pontos foram baseados no livro “Como ser um Gerente Melhor” de Michael Armstrong).

Para que serve a gerência? Podemos afirmar que os gerentes existem para alcançar resultados e que gerenciar é decidir o que fazer e conseguir que isso seja executado por outras pessoas.

Entretanto os gerentes não podem delegar tudo e muitas vezes devem se envolver pessoalmente e contar com seus próprios recursos para que as coisas aconteçam. Estes recursos podem ser: experiência, habilidades, competências e tempo onde estes devem ser usados para dirigir e motivar as pessoas, compreender situações e na análise de problemas.

O papel do gerente e natureza do seu trabalho

Os principais processos gerenciais foram definidos como sendo: Planejar, Organizar, Liderar e Controlar. Esta visão tem sido questionada pois o trabalho dos gerentes é fragmentado, variado e sujeito a ajustes contínuos.

Os papéis gerenciais estão ligados basicamente a:

  • fazer que as coisas sejam executadas (planejar à frente, manter o impulso e fazer com que as coisas aconteçam);
  • descobrir o que está acontecendo;
  • reagir a situações que surgem e a novos problemas;
  • responder às demandas e solicitações.

Estes papéis envolvem comunicação, relações interpessoais, análise de informações e tomada de decisões.

Estudos indicam que os gerentes gastam seu tempo em atividades caracterizadas pela fragmentação, brevidade e variedade. Isto acontece por algumas razões:

  1. Gerentes lidam com pessoas. Sabemos que o comportamento das pessoas é imprevisível; suas exigências e respostas são condicionadas pelas circustâncias, pressões às quais tem que reagir e por seus desejos e necessidades individuais. Surgem conflitos que devem ser solucionados.
  2. Os gerentes muitas vezes não controlam os fatos que afetam seu trabalho. Demandas súbitas são impostas de dentro e de fora da empresa e podem ocorrer crises que eles são incapazes de resolver.
  3. Espera-se que os gerentes sejam decisivos e lidem com as situações à medida que elas surgem. Portanto as prioridades constantemente são abandonadas ou modificadas.
  4. Com frequência trabalham em condições de turbulência e ambiguidade. Portanto muitas vezes tendem a ser reativos em vez de proativos pois não sabem claramente o que se espera deles quando surgem novas situações.
  5. Pelo que foi exposto percebemos que os gerentes estão sujeitos a constantes interrupções e frequentemente trabalham sob pressão. Tem pouco tempo para parar e pensar a respeito de planos e prioridades e precisam gerenciar em condições de turbulência, ambiguidade e incertezas.

O gerenciamento é um processo que existe para obter resultados, fazer com que as tarefas sejam executadas, fazendo o melhor uso possível das competências das pessoas e dos recursos financeiros e materiais à disposição.

Os gerentes em geral não são tomadores de decisão lentos e metódicos, mas sim executores que precisam reagir rapidamente aos problemas à medida que surgem e pensam de forma independente.

As atividades gerenciais são divididas por contradições, por pressões conflitantes e pela necessidade de enfrentar e solucionar conflitos. Muito tempo é gasto pelos gerentes explicando o que fazem, em relacionamentos e comunicações informais e “participando”.

Qualidades Gerenciais

Algumas qualidades e características comuns aos gerentes de sucesso:

  • Conhecimentos profissionais relevantes.
  • Sensibilidade continuada aos eventos.
  • Disposição para trabalhar duro.
  • Habilidades analíticas, para a resolução de problemas e a tomada de decisões.
  • Tomada de decisões em condições de ambigüidade.
  • Habilidades sociais.
  • Resiliência emocional (para lidar bem com a pressão).
  • Proatividade.
  • Criatividade.
  • Resolução de conflitos.
  • Autoconhecimento.
  • Perseverança e determinação.
  • Hábitos de aprendizado e habilidade equilibrados.
  • Disposição para assumir riscos.
  • Capacidade de inspirar entusiasmo.

Gerente eficaz

O gerente é avaliado não só pelos resultados mas também pelo nível de conhecimentos e competências que atingiu. Competência se refere a conhecimento e habilidades – o que as pessoas sabem e são capazes de fazer para executar bem o seu trabalho.

O gestor também será julgado pelo modo como faz o seu trabalho – como se comporta usando seus conhecimentos e habilidades. Costumam ser definidos como “competências comportamentais” e podem ser definidos como aspectos do comportamento gerencial que conduzem a um desempenho efetivo. Elas se referem às características pessoais que as pessoas trazem para seus papéis no trabalho em áreas como liderança, trabalho em equipe e comunicação.

Muitas empresas definem estruturas de competências exigidas para medir o sucesso dos seus profissionais. Os gerentes que desejam progredir precisam desenvolver essas competências e conhecer os tipos de comportamentos que são esperados deles. Exemplo de estrutura de competências:

  • Orientação para resultados
  • Identificar e explorar oportunidades de negócio
  • Comunicação
  • Foco no cliente
  • Desenvolvimento do pessoal
  • Liderança
  • Planejamento
  • Resolução de problemas
  • Trabalho em equipe.

Peter Drucker diferenciou para sempre as palavras “eficiente” e “eficaz” no jargão do management: ser eficiente é fazer certo as coisas, enquanto se eficaz é fazer as coisas certas.

No livro O Gerente Eficaz, Peter Drucker se propôs a provar que eficácia é algo que pode ser aprendido. Segundo ele, os executivos eficazes são os que se apropriam de cinco práticas ou hábitos:

  1. sabem administrar seu tempo;
  2. perguntam-se “como posso contribuir?” e concentram seus esforços nos resultados deles esperados e não no trabalho;
  3. trabalham a partir de suas forças e não se baseiam em (consertar) suas fraquezas ;
  4. sabem colocar “first things first”, ou seja, priorizam as áreas em que uma execução superior poderá fazer diferença;
  5. sabem tomar as melhores decisões, utilizando o que Drucker define como os cinco elementos da tomada de decisão eficaz. Poucas decisões, mas fundamentadas.

Os gerentes aprendem através da experiência. A experiência é um instrumento essencial para aprender a ser um bom gestor possibilitando a melhora das competências e habilidades, entretanto ela ensina de forma lenta e à custa de erros… um gerente “júnior” necessita de orientação de um mentor (por exemplo um gerente competende e com maior experiência) e de outras fontes como bons livros e cursos de aperfeiçoamento.

Gerenciar em condições de turbulência, ambiguidade e incertezas e saber tomar as melhores decisões são habilidades chaves para o sucesso gerencial.

E lembre-se que gerenciar é uma habilidade que pode ser aprendida. Você pode ser um gerente melhor ao trabalhar diariamente as habilidades que você deseja aprender.

13 Comentários até agora »

  1. royalty free comentou:

    Wrote on August 10, 2009 @ 23:46

    royalty free…

    Perfeito post, adorei! Se tiver mais informações sobre o assunto posta ai….

  2. Evandro comentou:

    Wrote on January 21, 2010 @ 07:30

    Sou gerente em uma pequena empresa. O artigo foi muito esclarescedor

  3. maykon comentou:

    Wrote on March 14, 2010 @ 10:42

    excelente artigo….

  4. Lucas Almeida comentou:

    Wrote on May 31, 2010 @ 21:44

    Bom o artigo é bem interessante e serve de base para gerentes e admistradores em geral, sou gerente de uma média empresa no extremo sul baiano e posso dizer que apesar de ser um artigo muito interessante é bom lembrar que não é com um artigo que se forma um gerente, por meus caros colegas, se bem que vale lembrar que um atual gerente que não souber muito mais do que este artigo indica, então este não é nem um colaborador mediano, o presente artigo serve para coloboradores iniciantes e estudantes.
    Iniciativa muito interessante, valeu pela ideia!

  5. Jaime Monte Jr. comentou:

    Wrote on September 16, 2010 @ 18:19

    O texto nos remete a uma reflexão sobre os profissionais que estão no mercado que ocupam cargos gerenciais oriundos de um ato burocrático (alguem lhe concedeu o titulo) mas que desconhecem totalmente a arte de gerenciar. E para eles esse texto deve ser a lição inicial (o ABC) do aprendizado de gestão.

  6. Vicente Filho comentou:

    Wrote on August 28, 2011 @ 15:25

    Ola Silvio Henrique Mendes gostei muito do seu post,
    eu escreve em meu blog um artigo falando sobre como desenvolver habilidades e competencias, caso queira da uma olhada agradeço desde ja:
    http://osegredosucesso.com.br/coaching/habilidades-e-competencias

  7. Lucinere Cassiano comentou:

    Wrote on September 14, 2011 @ 22:26

    O presente artigo contribuiu muito pra minha tarefa …valeu mesmo.

  8. Luis Carlos Flausino comentou:

    Wrote on March 3, 2012 @ 10:00

    Adorei esse artigo, ele é muito enrriquecedor.

  9. andressa kelma comentou:

    Wrote on August 22, 2012 @ 16:45

    Gostei muito do artigo,estou fazendo um trabalho do curso em cima de tudo o que aprendi aqui.tenho certeza que assim como eu muitos jovens tirarm grandes duvidas quando leram.parabens por seu brilhante trabalho.

  10. lucas comentou:

    Wrote on November 6, 2012 @ 10:00

    Muito bom o texto

  11. Jose Vitorelli comentou:

    Wrote on November 13, 2012 @ 12:31

    Silvio,

    Otimo artigo. Gostaria apenas de priorizar que a capacidadde de atingir resultados, inovar e liderar sua equipe determina a sobrevivência do profissional na organização e da organização no mercado. O Brasi precisa se tormar mais competitivo e nos, profissionais nos prepararmos para um mundo que compete sem treguas.

    Um abraço

  12. Anderson comentou:

    Wrote on July 14, 2013 @ 14:17

    Parabéns pelo artigo.
    Além de esclarecedor, eu pude ver a minha evolução como gerente em cada tópico sinalizado.
    Abcs

  13. francisco Cúrcio comentou:

    Wrote on March 16, 2014 @ 13:38

    Parabéns…

    Se tiver mais informações, envie por gentileza.

    Atenciosamente,

    Francisco Cúrcio

Comment RSS · TrackBack URI

Deixe seu comentário

Nome: (Required)

E-mail: (Required)

Website:

Comentário: