Category Archive for Eventos

Infraestrutura de TI e Rede Wireless da Latinoware 2010 (atualizado)

Em novembro realizamos a Latinoware 2010 no Parque Tecnológico Itaipu (PTI). Tivemos o imenso prazer de receber 3.125 pessoas, de 20 países, e tivemos 160 palestras e 20 minicursos. Uma grande festa do software livre e dos geeks! O evento foi um sucesso!

A infraestrutura de TI da Latinoware 2010 foi um item elogiado e atendendo a pedidos dos colegas (Eduardo Maçan, Felipe Wiel, Ricardo Bánffy) disponibilizo detalhes de como a infra foi construída:

Peopleware

Em primeiro lugar é necessário uma equipe que tenha conhecimento e esteja bem disposta a trabalhar:

Camada física

Do Datacenter do PTI até o local do evento a conexão foi feita através de fibra óptica a 1 GBps e no local do evento utilizamos cabeamento estruturado Furukawa Categoria 6, sendo todos os pontos certificados.

Custo aproximado de fibra, rack, d.i.o, mão de obra, certificação: R$ 35.000,00

Link Internet, equipamentos e ferramentas

Link Internet: para o evento foi disponibilizado Link de 100 MBps interligando o PTI até a RNP (Rede Nacional de Pesquisa) no POP-PR localizado na UFPR. A Copel Telecom é o fornecedor do Link.

Computadores: Foram utilizados mais de 150 computadores para laboratórios, sala de imprensa, sala de palestrantes e acesso a Internet. A distribuição utilizada foi o Ubuntu 10.10.

Ativos de rede:

  • Roteador Cisco 2921
  • Switches Cisco Catalyst 2960 (custo unitário: R$ 15.000,00)

Rede virtual: criados três VLANs: vlan latinoware, vlan voiplatinoware e vlan gerencialatinoware específicas para o evento.

A SOLUÇÃO WIRELESS

1) Controladora Wireless Cisco 3750G-24WS

2 – Access Point Cisco Aironet 1252AG-T-K9

Firewall, proxy e monitoramento

Para firewall foi utilizado um hardware HP DL180 (6 GB de RAM e 1 processador quad-core) rodando o bom e velho Debian Lenny 64 bits, Squid, Iptables e Sarg (dos repositórios oficiais Debian).

O Squid fazendo proxy transparente das conexões da porta 80 e sem regras de bloqueio, apenas para cache e para o caso de necessitarmos aplicar controle de tráfego (seria utilizado delay_pools do squid, estavam prontas mas não foram necessárias).

No caso do Iptables a regra padrão era drop, sendo liberadas cerca de 10 portas especificas, ssh e rdp (sempre tem algum sysadmin de plantão, que precisa usar), as outras portas eram 443 (ssl), e-mail e FTP. Apenas estas foram liberadas para evitar tráfego de torrent e outros devoradores de banda.  Nenhum filtro de conteúdo web foi utilizado, todas as redes sociais estavam liberadas.

O sarg foi utilizado para analizar os top sites, possíveis clientes devoradores de banda e o consumo médio do evento (informações atualizadas a cada 20 minutos), com isso caso fosse necessário conseguiria identificar a necessidade de aplicação de limitação de banda, mas acabou não sendo necessário.

Foi utilizado também cacti, gerando a cada 5 minutos os gráficos de consumo de link do evento e também o consumo de parte dos usuários do PTI que compartilhavam o mesmo link. Com o Cacti, saberiamos de forma quase instantânea se seria necessário redirecionar parte do tráfego para um segundo Link de 34 MBps que estava a disposição.

Por precaução no segundo no segundo dia de evento direcionamos o tráfego dos usuários corporativos do PTI para o segundo Link Internet de 34 MBps fornecido pela operadora Oi.

Sempre que possível o firewall eram monitorado, colocava-se um iftop para rodar na interfaçe que recebia a rede do evento, visualizando o volume de tráfego segundo a segundo. De forma geral, a maioria das ações foram apenas preventivas e de monitoramento.

Apoiadores e fornecedores:

  • Prognus Software Livre: pela quarta vez nos apoiou na montagem dos laboratórios do Latinoware. Construiu imagem de instalação personalizada do Ubuntu 10.10 e fez a replicação para os mais de 150 computadores, além de prestar assistência para sanar problemas que acontecessem durante as atividades.
  • Itaipu Binacional:  além de patrocinar o evento e do apoio irrestrito do Marcos Siriaco Martins, a Itaipu emprestou 150 computadores para o evento ( José da Silva Motta nos apoiou).  a Itaipu também emprestou parte dos Acess Points (tivemos apoio do Marcos Antonio Da Matta, do Eduardo Cesar Fernandes e do Igor Vinicius Mussoi de Lima que fizeram a configuração da rede da Itaipu possibilitando a utilização de duas redes físicas para prover uma única rede lógica).
  • Powernet: empresa que fez a infra de cabeamento estruturado, certificação dos pontos de rede, fixação dos Acess Points.

Comentários finais

Quanto ao bom desempenho da infra da Latinoware 2010, destaco como essenciais o Link Internet com ampla largura de banda, o investimento em equipamentos de qualidade, a rede toda certificada e a equipe de gestão/operação.

Este ano disponibilizamos 100 MBps de banda. Em anos anteriores tinhamos apenas 08 MBps e lembro na edição de 2008 onde o Eriberto me ajudou a configurar controles de tráfego para que mais pessoas pudessem usar o escasso recurso.

Um componente importante foi a controladora wireless: em anos anteriores tínhamos sobrecargas de clientes em alguns APs enquanto outros ficavam subutilizados. A controladora faz balanceamento distribuindo a carga de forma mais uniforme e caso detecte interferências no sinal de um determinado AP ela automaticamente aumenta a potência do mesmo.

Este ano utilizamos Acess Points da Cisco de alta performance. Nos eventos anteriores tinhamos apenas APs de baixo custo e menor qualidade e um problema frequente era de expositores/grupos de usuários que traziam seus próprios APs e colocavam na rede (as vezes até no mesmo canal) causando conflitos e degradando desempenho dos nossos APs, isto não aconteceu este ano (e se acontecesse a controladora permite “neutralizar” uma AP não oficial evitando que interfira na rede wireless).

É necessário trabalho árduo para disponibilizar infraestrutura de TI para um evento do tamanho do Latinoware. O auditório principal (onde aconteceu a abertura) estava em reformas e o PTI reformou o espaço do antigo refeitório dos barrageiros (área de exposição), portanto tivemos pouco tempo… a equipe de obras da FPTI e a minha equipe e apoiadores possibilitaram que as coisas acontecessem em tempo recorde.

E em 2011 esperamos vocês novamente na Latinoware 🙂

Em novembro realizamos a VII Latinoware no Parque Tecnológico Itaipu (PTI). O evento foi um sucesso! reuniu 3.125 participantes, de 20 países, e contou com 160 palestras e 20 minicursos.

Como membro da Comissão Organizadora agradeço a presença de cada um que participou no evento e elogios e o feedback positivo que recebemos.
A infraestrutura de TI do evento foi elogiaEm novembro realizamos a VII Latinoware no Parque Tecnológico Itaipu (PTI). O evento foi um sucesso! reuniu 3.125 participantes, de 20 países, e contou com 160 palestras e 20 minicursos.

Como membro da Comissão Organizadora agradeço a presença de cada um que participou no evento e elogios e o feedback positivo que recebemos.
A infraestrutura de TI do evento foi elogia

VII Latinoware – Conferência Latino Americana de Software Livre

Já começaram os preparativos para a Conferência Latino-Americana de Software Livre – Latinoware de 2010, que será realizada entre os dias 10 e 12 de novembro, no Parque Tecnológico Itaipu (PTI).

Pelo sétimo ano consecutivo, Foz do Iguaçu será a capital do software livre e apresentará ao público novidades tecnológicas, novos programas lançados no mercado, tendências mundiais em open source (código aberto) e aplicações práticas de sistemas abertos e cooperativos.

Promovida pela Itaipu Binacional, Parque Tecnológico Itaipu, Companhia de Informática do Paraná (Celepar) e Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro), a Latinoware, repetindo feitos das edições anteriores, será palco para personalidades internacionais e representantes de órgãos públicos e privados de diversos países da América Latina apresentarem suas soluções em Software Livre.

A programação contará com palestras, mesas-redondas e workshops sobre temas ligados às tecnologias da informação e da comunicação, sustentadas em sistemas de software livres desenvolvidos no continente. Os participantes terão acesso às principais discussões e reflexões sobre a promoção e utilização do Software Livre na América Latina, além de promover a integração e a valorização latino-americana.

Para maiores informações visite: http://www.latinoware.org/

Cezar Taurion fala sobre Software Livre na Aeronáutica

Cezar Taurion, da IBM Brasil, fala sobre a sua participação no I Forum de Software Livre da Aeronáutica e destaca a sinergia entre cloud computing e Open Source:

http://www.ibm.com/developerworks/blogs/page/ctaurion?entry=software_livre_na_aeron%C3%A1utica

Palestra do criador do WordPress no Latinoware 2008

Assisti no Latinoware 2008 a palestra “High Performance WordPress” ministrada pelo Matt Mullenweg.

Matt Mullenweg (fonte: site Latinoware)

Matt (foto: site Latinoware)

Inicialmente apresentou números impressionantes do wordpress.com (usuáros, page views, uso de banda).

Resumo dos tópicos que ele citou relativos à construção de uma infra-estrutura WP de alta performance:

  • Ativar WP cache;
  • Para suportar crescimento usar um cache de arquivos estáticos e imagens. Considerações sobre performance:
  1. Bom: utilizar servidor web Nginx;
  2. OK: utilizar Amazon S3;
  3. Melhor ainda: utilizar CDN (Content Delivery Network) – Panther.
  • Caso seu servidor não esteja mais suportando a carga do blog utilize 02 máquinas distintas e separe o servidor web do servidor de banco de dados;
  • Para melhorar ainda mais a performance: coloque mais máquinas adicionando múltiplos servidores web + Nginx.
  • Se ainda assim não suportar, amplie a solução adicionando múltiplos servidores de banco de dados + HyperDB;
  • Use mencache. Também falou de Batcache: dynamic output cache.

Matt fez a seguinte pergunta: – E para o seu blog? e respondeu-a com dicas para melhorar a performance:

  1. Atualizar o WordPress para a última versão pois foram implementadas inúmeras melhorias no quesito performance;
  2. Ativar plugin WP Super Cache (melhor que o WP cache);
  3. Otimizar CSS, imagens e Javascript. Criticou blogs que chegam a ativar 10 widgets causando grande queda na performance;

Quando foi aberto espaço para discussão eu fiz ao Matt uma pergunta: – Como ele ganha dinheiro se o wordpress.com hospeda os blogs de graça e qual o modelo de negócios da Automattic?

Ele disse que o WP já existia antes da Automattic e quando a empresa foi criada ele se preocupou muito em não “estragar” a comunidade existente  (citou o caso do Mysql que focou muito na parte empresarial e perdeu muito o envolvimento com a comunidade). Disse que buscou um equilíbrio, capaz de suprir as necessidades da empresa e os interesses da comunidade e destacou que tudo que a Automattic faz é liberado sob a licença GPL. Hoje a Automattic tem cerca de 37 funcionários dedicados e a empresa é lucrativa.

Fórmulas usadas para rentabilizar o negócio:

  • Serviço de Vip Hosting: por cerca de 600 dólares mensais para hospedagem. Disse que no caso de um blog talvez não fosse lucrativo, mas a partir do momento que empresas como a CNN chegam a hospedar mais de 50 blogs usando o serviço gera uma receita significativa.
  • Upgrade premium: por cerca de 15 dólares é possível obter espaço extra para o blog e deixar o blog livre dos anúncios publicitários.
  • Publicidade: acordo de publicidade com Google e Apple. Salientou que procuram não poluir as páginas do serviço com publicidade, ainda é baixo o número de páginas que exibem anúncios.
  • Akismet é vendido para uso empresarial (é grátis para uso pessoal).

Questionado por um participante sobre o fato de pessoas estarem lucrando com o WP através do desenvolvendo plugins, temas e prestação de serviços, respondeu que “Luta pelo aperfeiçoamento da plataforma de conteúdo e pelo sucesso do negócio em todo o mundo. Desde que as pessoas disponibilizem o código fonte dos produtos que desenvolveram”.

Segundo ele, muitos aderem aos programas desenvovidos pela WordPress para entrar no mercado e salientou que isso é importante para democratizar o conhecimento tecnológico, podendo inclusive gerar emprego e renda com boas perspectivas para muita gente (como os estudantes presentes na palestra). Na opinião de Matt, estas iniciativas são válidas.

Matt falou sobre a nova versão do WordPress, inclusive mostrou um screenshot da nova versão 2.7 e disse que provavelmente será lançada a partir do dia 10 de novembro. Dentre as novidades:

  • Novo layout mais limpo, com menus à esquerda;
  • Blogueiro pode responder os comentários diretamente do WP não precisando mais responder através do blog;
  • Falou sobre tornar o WP “invisível”, como se fosse em background, a idéia e deixar a plataforma tão amigável e otimizá-la de forma que a pessoa nem saiba que está usando o WordPress mas que apenas se preocupe com o seu blog, com o seu conteúdo. Sábio pensamento este…

Foi uma excelente palestra onde ele demonstrou paixão e dedicação pelo WordPress e pelo Software Livre.

Latinoware 2008

Nos dias 30, 31 de Outubro e 1 de novembro, Foz do Iguaçu será a sede da V Conferência Latino-Americana de Software Livre – Latinoware 2008.

O encontro será no Parque Tecnológico Itaipu (PTI), localizado dentro da Usina de Itaipu.

Com o objetivo de discutir e refletir sobre a utilização do Software Livre na América Latina, a Latinoware 2008 é um evento inovador que abre espaço para temas relacionados à tecnologia da informação e comunicação, com base em software livre. Além de especialistas e representantes de países de toda a América Latina, a conferência também contará com a participação de diversos órgãos públicos e privados para a apresentação de soluções em Software Livre.

Você é nosso convidado!!

Bem vindo!

Neste site apresentarei minhas experiências no mundo do Software Livre, artigos sobre ferramentas que utilizo e opiniões sobre Internet e tecnologia.

Este é o primeiro post de muitos que virão 🙂

Fique a vontade para comentar, contribuir, discordar…

Seja bem vindo!